UM ESPOSO APROVADO

Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes (Tt 1.6).

Muitas são as características que moldam a vida de um esposo aprovado. A perfeição não é mencionada, porém, recomenda ser irrepreensível porque assim procedendo ele se aproxima da perfeição. Irrepreensível é você poder olhar no espelho da vida, e não diagnosticar nenhum sintoma de culpa, e saber que as pessoas ao seu redor, especialmente de sua família, não encontram falhas em você, não tendo porque repreendê-lo. Isto implica manter uma conduta digna, possuir atitudes benignas e corretas, além de ter um caráter bem forjado. Casar-se com um homem de bom caráter, que sempre dá motivos para ser admirado, é o desejo maior de toda mulher.
Ser esposo de uma só mulher faz a grande diferença. A fidelidade assegura o sentimento de posse, tão necessário ao ser humano, criando uma unidade entre o casal e restabelecendo a confiança do compromisso assumido pelo outro no momento dos votos conjugais. Sua esposa espera que seus olhares e pensamentos sejam só dela – ela precisa, como você, de ter alguém pra chamar de seu. Eu sou do meu amado e meu amado é meu… (Ct 6.3). Assim sendo, não deixe que seus olhos busquem outras mulheres. Não elogie outras mulheres mais do que a sua; não deseje outros corpos a não ser o dela, não divida seu erotismo com outras pessoas. Seja, unicamente, da sua esposa, sem medo de pertencer a ela.
Ser vigilante implica na construção de pontes que nos separam da infidelidade conjugal. A grande maioria das traições começa sorrateiramente quase imperceptíveis. Muitos não percebem que passam a olhar mais para alguém, do que para seu cônjuge. Muitos gastam tempo demais em salas de bate-papo na internet. Afinal, se você é casado, sua postura deve ser diferente de quando solteiro: Evite lugares a sós com pessoas de sexo opostos, esquive-se de ambientes e conversas carregadas de erotismo, não deixe se envolver por situações libidinosas. Vigilância constante é a única forma que você tem para não se apaixonar por pessoas erradas, ou se prender a relacionamentos pecaminosos. O esposo aprovado tem prazer em ser sóbrio. Sobriedade é a arte de manter-se sobre controle. Ser sóbrio, portanto, é conseguir dominar seus desejos, sentimentos e pensamentos, agindo com coerência e racionalidade. A sobriedade lhe oferece condições de dominar crises de ira quando alguma coisa sair errado, afastar sentimentos mesquinhos e egoístas, e conservar um diálogo franco e aberto com a sua esposa e com seus filhos.
A honestidade é uma característica aprendida desde a infância. O esposo aprovado precisa ser exemplo de honestidade. Nossos filhos devem se espelhar no exemplo de honestidade de nós os pais. Você pode aprender com sua esposa, com amigos, ou até mesmo a partir de uma leitura da Bíblia e da própria vida; compre se puder pagar, prometa se quiser cumprir, e fale se puder provar o que diz. O esposo aprovado deve ser hospitaleiro. Há esposos que não sabem hospedar ninguém em seu coração. Não permite que sua esposa lhe seja íntima, e impede que seus filhos construam uma ponte de afeto através do toque e do diálogo. Muitas vezes erguem muralhas de indiferença, fazendo com que sua família o tema mais do que o ame. Hospede a sua mulher e seus filhos no seu coração, contribuam com educação e bom humor pra fazer do seu lar uma hospedaria agradável.
O esposo aprovado deve ser apto para ensinar. Ensine sua esposa, com paciência e amor, sobre o modo como você quer ser tratado por ela, seja na cama ou fora dela. Assuma a responsabilidade conjunta com sua esposa na criação dos seus filhos, e mostre a sua família quem é você, quais são seus defeitos e qualidades, de modo que aprendam a amá-lo e admira-lo. E lembre-se que sempre ensinaremos pelo nosso exemplo. O esposo aprovado não é viciado em vinho nem em bebida alcóolica. Quantos lares são destruídos pela bebida! A pessoa que bebe perde o autocontrole, a hombridade, a honra e a capacidade de governar sua casa. Poderíamos citar outros vícios como o uso errado e indisciplinado da internet, do fumo, do jogo, do sexo, e das drogas. Até porque, toda e qualquer forma de vício provoca um desgaste natural no casamento, fazendo com que o cônjuge e os filhos se tornem dependente do viciado, pois todo o cotidiano da casa precisa ser alterado e adaptado a ele. Seja livre e liberte o seu lar.
O esposo aprovado não pode deixar de ser moderado. Um homem moderado é apaziguador, do tipo que busca consenso e paz entre os que o cercam. É um esposo que obedece ao que diz Colossenses 3.19: vós maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas. É alguém que pensa antes de falar, que consegue ouvir os pontos de vista dos filhos antes de dar sua palavra final, e que se exercita para cada dia entender melhor a sua esposa. Infelizmente, muitos são os que crescem e continuam a manter o espírito de briga: gostam das discussões em família, jogam os filhos uns contra os outros, ou provocam as esposas com indiretas que as irritam ou magoam. É mais fácil culpar o outro pelo seu fracasso, ou dizer que o outro mereceu ouvir suas verdades.
O esposo aprovado não pode ser ganancioso. A ganância tem sido instrumento de destruição de muitos homens, embora não seja uma atribuição exclusivamente masculina. Quando um esposo torna-se obsessivo quanto a um cargo ministerial o sucesso profissional, por exemplo, ele geralmente esquece-se de suas funções como marido e pai, dedicando-se exclusivamente a conquistar mais dinheiro, fama ou reconhecimento. Além disso, na busca por ser e ter mais corre o risco de não mais apreciar o que se tem como o amor da esposa ou o carinho dos filhos. Portanto, sonhe e projete o melhor para você e sua família em todas as áreas, mas esteja sempre grato e feliz com o que você já conquistou sem invejar o próximo ou cobiçar o que é do outro. Indiscutivelmente o esposo aprovado geralmente é um bom governante de sua casa. A Bíblia diz que a mulher sábia edifica sua casa provérbios 14.1, mas afirma que cabe ao homem o governo da casa. Governar é administrar, é está no controle, é ter ciência das necessidades do lar e das carências dos membros da família. Não é possível governar a casa de Deus, se você não consegue administrar a sua própria casa e disciplinar os seus filhos. É no lar que exercitamos liderança, cumplicidade, amizade, disciplina e autoridade.
O orgulho corrói e despedaça a simplicidade do ser humano. Ser orgulhoso não caracteriza um esposo aprovado. Um esposo orgulhoso tem reservas em dividir suas tarefas com sua esposa, e se o faz não consegue dar créditos a ela pelas tarefas executadas. É um homem que não sabe liderar, que não permite que sua esposa lhe seja submissa, que ela esteja sob mesma missão dele, até porque não confia em ninguém para fazer o que, na sua interpretação de mundo, só ele faz bem. Anulam as potencialidades de sua mulher, diminuindo a sua autoestima, pois acreditam que só eles são perfeitos e sabem o que é certo. Sobrecarregam-se de projetos e ocupações, perdendo-se para estabelecer as reais prioridades de vida, e muitas vezes perdem o que mais amam que é a família. O bom testemunho gera heranças que não tem avaliação de valores. O homem deve marca a vida da sua família com gestos e boas atitudes. Lembre-se de que a sua imagem de homem, de marido e de pai é formada aos poucos, pois o título não garante a concretização da função. Há pais que não são paternos, há esposos que não sabem ser marido, há machos que não nunca aprenderam a serem homens. Atue como pai para ser pai. Tenha atitudes maritais para ser reconhecido como marido. Ter uma consciência pura leva o esposo aprovado a deleitar-se na tranquilidade e na harmonia da vida. Podemos enganar outras pessoas, negar nossos sentimentos, e até mesmo parecer o que não somos. O que não podemos é mentir para nossa consciência. Finalmente, o Apóstolo Paulo nos aconselha em Filipenses 4.8: Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. Lembre-se que ser esposo é mais do que ser amigo, e ser amigo é mais do que ser esposo.

Pr. Elumar Pereira  (Diretor do Departamento da Família da IEADEM )

Voltar Para Página Anterior

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ – IEADEM

Av. Dix-Neuf Rosado, 155, Centro – Mossoró-RN
CEP 59.610-280 | Fone: (84) 3321-5721
E-mail: contato@admossoro.com.br


© 2018 - Assembleia de Deus em Mossoró. Todos os Direitos Reservados